segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Lembrete!!!



Parte importante em todo início de ano é planejar as ações. Para tanto, é essencial envolver o máximo de pessoas possível como membros da diretoria, gestores dos projetos, funcionários, beneficiários, parceiros, voluntários e patrocinadores na hora de planejar.

Ter clareza da missão que nos move é fundamental, para juntos definir o que queremos, quais as estratégias e caminhos a percorrer, assim como quais as metas e objetivos desejamos alcançar. 

Esclarecendo quando será feito, quanto custará e quem estará envolvido na execução. Sem perder de vista o acompanhamento e avaliação de todos os passos até o fim.

Mais uma vez reforço aqui a importância da participação de todos na busca das mudanças que desejamos. Lembre-se: “Sozinhos vamos rápido. JUNTOS vamos longe”.

Que possamos planejar 2018 com otimismo, cientes de que quando mais pessoas se envolvem mais coisas boas acontecem.

Abraços,
Samara Arpini




sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Indicadores: instrumentos para medir



2018 chegou e com ele a necessidade de planejar nossas ações.

Para isso faz-se necessário termos feito uma avaliação de nossas ações referente ao ano anterior.

Você sabe qual o percentual (%) das atividades foram realizadas conforme o cronograma e orçamento? 

Você sabe qual foi o índice de participação em cada atividade realizada?

Quais são os resultados das ações sociais realizadas? Quais as mudanças significativas na vida das pessoas podemos apontar?

Para podermos analisar criticamente as ações sociais realizadas é importante a elaboração de indicadores para medir as reais mudanças ocorridas durante e ou final do projeto ou das ações sociais realizadas.

Os indicadores podem ser quantitativos, que referem-se a incidência em números, ou qualitativos no que refere-se a mudanças de qualidade na realidade. Para que haja validade dos indicadores é necessário que haja consensos em relação aos propósitos do projeto. 

Os indicadores facilitam na hora de analisar os dados e de termos nossa própria avaliação das ações ou projetos realizados, para fins de transparência e prestação de contas junto aos apoiadores.

Os indicadores podem contemplar diferentes eixos como indicadores operacionais, indicadores de desempenho, indicadores de efetividade e indicadores de impacto. Se você quer saber mais como elaborar/criar indicadores deixe seu comentário.

Tenho certeza que eles vão facilitar na hora de avaliar o que foi feito e planejar o futuro contribuindo na prestação de contas e fortalecendo a transparência das ações sociais.

Abraços,
Samara Arpini