quinta-feira, 27 de julho de 2017

Vivendo e aprendendo


Como obter sucesso com projetos sociais
 

Sempre procuramos nos inspirar nos projetos bem sucedidos, isso é ótimo. Mas nunca paramos para refletir quantas vezes o projeto fracassou antes de chegar ao seu propósito de transformar a vida das pessoas.

Para obter sucesso com projetos sociais o primeiro passo é aprender com os fracassos. Simples, porque sempre queremos ver o topo, sem nos dar conta de todos os degraus para chegar ao topo, de quantas foram as tentativas até conseguir, os caminhos percorridos. Certamente aprendemos mais com os fracassos, com os erros, do que com as vitórias, conquistas.

Temos que aprender a reconhecer os fracassos e olharmos de modo diferente para os erros cometidos, pois eles nos ajudam a chegar no topo, nos fazem crescer, trazem aprendizados, união das pessoas envolvidas, sem contar o gostinho da conquista, de chegar lá..., mas o mais incrível é perceber que no caminho muitas foram as transformações, mudanças vividas.

Perguntaram para um alpinista famoso, qual era o mais importante para ele quando escalava o pico mais alto do mundo, não era chegar no topo, mas todo o percurso, o caminho com todos seus medos e desafios enfrentados.

Se ainda o projeto não alcançou seu propósito, comece a trilhar novos caminhos, novas formas de fazer, de ver e compreender a realidade e você chegará no topo. Porque o mais importante são os aprendizados vividos por cada um dos envolvidos durante toda a caminhada.

Sempre temos oportunidade de aprender e nos inspirar com projetos bem sucedidos que alcançaram seu propósito, seja com os erros, fracassos das tentativas para se chegar lá. Como diz o ditado popular: “na vida estamos o tempo todo vivendo e aprendendo”. 
 
Aprenda, se inspire com suas conquistas, suas vitórias, mas mais que isso aprenda e se inspire com os erros e fracassos cometidos, que certamente impactam profundamente nossas vidas. Sejamos gratos por todos os aprendizados que nos fazem crescer e nos desenvolver, os quais nos ajudam a transformar as nossas vidas e de outras pessoas e tornar o mundo um lugar melhor para se viver.

Abraços,
Samara Arpini

terça-feira, 25 de julho de 2017

4 ingredientes essenciais no trabalho social





O que você faz quando precisa cozinhar uma receita e não tem todos os ingredientes? 
Você pode desistir de fazer a receita; Você pode sair para comprar os ingredientes e preparar a receita; Ou você pode substituir alguns ingredientes por aquilo que já tem e criar uma nova receita, só sua, exclusiva. Experimente criar novas possibilidades. A escolha é sua.

Criar possibilidades, transformar problemas em soluções é ter habilidade de perceber a riqueza nos detalhes, nas pequenas coisas e transmutar, criar, inovar, mudar.

4 ingredientes essenciais que ajudam na direção de inovar, criar novas possibilidades no trabalho social:


  • Perceber as capacidades/habilidades das pessoas – valorizar o melhor que cada um traz;

  • Trabalhar com recursos existentes – usar nossa inteligência e criatividade para aproveitarmos todos os recursos que temos naquele momento;

  • Ter foco, amor no que faz – assim deixar sua contribuição para mundo, o seu legado;

  • Fazer isso sozinho é bom – mas todos fazendo juntos é muito melhor. O impacto é muito maior.

Essa é uma receitinha essencial para criar e inovar as possibilidades de gerar impacto no trabalho social.

Agora analise uma situação prática e veja como é simples criar oportunidades.  Você que é pequeno empresário e tem uma consciência social e gostaria de dar sua contribuição, mas ainda não é possível fazer de forma a criar seu próprio projeto social ou financiar/apoiar outro projeto ou entidade social. Não desanime, quem sabe você pode ajudar muito mais sendo um membro da diretoria de uma Associação/entidade social já existente onde você poderá contribuir com suas habilidades e experiência em visão, planejamento e gestão, áreas que muitas vezes apresentam fragilidades nas entidades sociais. Como também você pode aprender e aguçar ainda mais sua sensibilidade social de como enfrentar os desafios do trabalho social e gerar impacto social.

Nesse cenário, criou-se uma nova possibilidade de contribuir socialmente. Em vez de esperar ter os recursos necessários para poder ajudar, você pode começar já. Você é o recurso com todos seus talentos e capacidades que podem contribuir para a transformação social de uma causa e ainda deixar um legado.

Abraços,
Samara Arpini


quinta-feira, 20 de julho de 2017

Desafios de fazer juntos

Tão perto, tão longe



Por que é tão difícil fazer com que o grupo de pessoas trabalhe juntas com o mesmo propósito, foco e direção. É muito claro que quando unimos nossas capacidades, conhecimentos abrem-se um leque muito maior de oportunidades, de soluções no enfrentamento dos desafios diários na atuação do trabalho social.

Precisamos de pessoas comprometidas com um propósito maior em seus corações, que não sejam meramente executores de tarefas, mas que possam enxergar além e perceber o impacto na vida das pessoas.

Fazer juntos carrega em si a superação das dificuldades hoje e a solução para resolver os problemas enfrentados futuros. Juntos com equipe de trabalho, junto com o grupo alvo, juntos com a comunidade...

Está tão perto de nós a possibilidade de criar, inovar, fazer a diferença de uma forma simples, fazendo juntos de forma coletiva,  construindo alternativas com as habilidades de todos os envolvidos e ao mesmo tempo, estamos tão longe de colocar isso em prática, pois existem mil barreiras criadas que por nós mesmo que separam, segregam toda a capacidade e conhecimento dos envolvidos em partes, ou seja, de forma individualizada, cada um segue seu caminho ao invés de caminharem todos no mesmo sentido e construir soluções que melhoram nossa vida.

Desafio você a olhar de forma mais ampla para o trabalho social que é desenvolvido e ver a importância do fazer de cada um e perceber a potencialidade e riqueza de desenvolvimento quando pensamos soluções de forma conjunta, quando envolvemos a todos com suas habilidades para fazer juntos. Isso está tão perto. Isso traz inovação social, cria e potencializa as possibilidades de solucionar os problemas, os desafios diários. Pense nisso e a partir de hoje comece a olhar para quem está ao lado e somar os conhecimentos em prol de um propósito maior.

Está tão perto...

Abraços,
Samara Arpini

terça-feira, 18 de julho de 2017

Tempos de crise, como fazer?

Parte II - A faxina continua ...



Algumas iniciativas práticas de como fazer para enfrentar a crise e iniciar um novo ciclo de mudanças.

É importante partir dos 3 passos anteriores mencionados no post Tempos de crise, o que fazer? Só clicar no link e acessar.

Para melhor compreensão, separei algumas iniciativas práticas por áreas para facilitar, conforme segue abaixo:

Área financeira, importante registrar todos os gastos e tudo o que entra de recursos. Se já faz isso ótimo, caso contrário, comece já a fazer, só assim terá a dimensão exata do custo para executar suas ações, atividades. Além de buscar sempre por novas fontes de apoio financeiro, faz necessário diminuir os gastos e agir com transparência junto aos atuais apoiadores/financiadores. Mais que isso, o mais importante é o próprio projeto gerar renda (como artesanato, costura, música...). Muitas vezes existe recursos humanos e materiais para gerar renda, basta olhar os recursos internamente, essa é outra opção bem interessante.

Você pode dizer, mas é impossível reduzir os gastos, tudo que está já é essencial. Sempre é possível enxugar alguma coisa, desde uma conta de energia elétrica até folha de pagamento.  Outros vão dizer, mas nós não somos empresa para agir assim. Tudo bem compreendo que os fins são outros e muito mais relevantes, mas se você ou sua entidade quer continuar com o propósito de transformar vidas, precisa evoluir, inovar, criar e melhorar. Esse é o grande desafio.

Área de recursos humanos, levantamento dos cargos e atribuições da equipe, realocar as pessoas analisando as suas potencialidades, capacidades e habilidades além de considerar e rever carga horária. Pequenas mudanças podem ajudar a ter uma equipe muito mais comprometida, que usa todas suas capacidades isso resulta em melhor desempenho e exige menos pessoas. Muitas vezes, existe preciosidades, profissionais competentes e comprometidos sendo subutilizados em função inapropriadas ao seu perfil. Vale olhar com carinho para o potencial das pessoas.

Na área ambiental, reduzir consumo, reutilizar o máximo dos recursos que vão para o lixo, além de diminuir o custo, você está contribuindo com o meio ambiente. Coisas simples, como consertar uma cadeira, reutilizar papel como bloco de notas, diminuir o consumo de água e energia elétrica....utilizar o lixo orgânico na produção de húmus....muitas são as possibilidades, inove, crie suas próprias oportunidades com os recursos disponíveis.

Área estratégica de intervenção/ação social aqui pode estar uma grande sacada que pode mudar tudo e abrir o campo para grandes possibilidades. Vai muito do que seu projeto já faz e o que deseja alcançar. Muitas vezes chegamos ao mesmo resultado por caminhos diferentes. Temos que avaliar todas as possibilidades. Mas o fato é que quanto mais gente envolvida, participando, ou seja, fazendo parte e engajada com a causa, mais fácil será alcançar os objetivos e consequentemente estará contribuindo para o protagonismo e autonomia de todos os envolvidos. A premissa aqui é: o grupo alvo das ações precisa estar envolvido, precisa participar das decisões. Sem isso compromete toda uma estratégia de desenvolvimento e transformação social. Outro grande pulo do gato é formação de multiplicadores, vale a pena investir pois isso amplia a possibilidade impactar muito mais pessoas. Ou seja, muito mais gente tendo suas vidas transformadas.

Lembre-se: existe vários caminhos, mas só um deles leva a verdadeira transformação social que é o fazer juntos.

Essas são algumas iniciativas simples que podem ajudar seu projeto ou entidade social no enfrentamento de qualquer dificuldade ou crise para continuar impactando a vida das pessoas e deixar o seu legado.

Abraços,
Samara Arpini